Quarta-feira, 24 de julho de 2024 - Email: [email protected]




Simony é acusada de agredir funcionária de companhia aérea e cantora reage



- Advertisement -
Simony negou que tenha agredido comissária (Imagem: Reprodução / Instagram)

Simony está sendo acusada de agredir uma funcionária da Delta Air Lines. O colunista Rogério Gentile, do UOL, informou que o episódio teria acontecido em 9 de fevereiro no aeroporto de Orlando, nos Estados Unidos.

No processo acessado pelo colunista, a cantora cobra uma indenização de R$ 55.388 mil por ter sido impedida de pegar um voo quando pretendia voltar de Orlando ao Brasil.

De acordo com a revista Quem, a empresa explicou que a comissária que a famosa estava com excesso de bagagem de mão, mas que poderia organizar em seus medicamentos em uma única mala.

“A Autora [Simony] não apenas se recusou a atender às orientações, mas também teve comportamento agressivo com a funcionária da Ré [Delta Air Lines], gritando, ofendendo-a e agredindo-a fisicamente, segurando seu braço”, relatou.

No documento, a funcionária da companhia descreveu o que passou e admitiu ter ficado estressada, já que achou que a cliente e seu grupo iriam agredi-la.

“Me afastei porque precisava de ajuda e chamei a polícia imediatamente, quando a passageira agarrou meu ombro, ela me empurrou em direção à parede, machucando meu ombro“, afirmou a comissária.

Simony se pronuncia após acusação

Em sua defesa, a ex-Balão Mágico garantiu que não agrediu a funcionária. Em sua versão, a famosa declarou que foi avisada pela profissional que não poderia levar sua bagagem de mão, na qual levava os medicamentos do seu tratamento de câncer.

A advogada Jamila Gomes declarou: “A empresa ré impediu os autores de embarcarem, alegando ainda, de forma inverídica, que a autora Simony teria agredido um de seus funcionários, o que jamais aconteceu, fato este que pode ser provado inclusive pelas câmeras do aeroporto”.



Últimas Notícias





Veja outras notícias aqui ▼